Ligue-se a nós

Política

DISPUTA PELA PETROBRAS EXPLODE NO GOVERNO, QUEM LEVA? DELEGADO DE POLÍCIA OU ESPECIALISTA NA ÁREA?

Publicado

no

Continuar Lendo
Anúncio
35 Comentários

1 Comentário

  1. @reinaldoalves3867

    6 de abril de 2024 no 02:39

    Esse alexandre silveira é uma laranja podre dentro do governo, uma vergonha. Qual critério Lula usa pra escolher o seus ministros ? Esse cara sempre foi oposição ao PT aqui em Minas Gerais, se aproximou do lula nas últimas eleições. Luna como com um inimigo no governo, quer dizer mais um. Taí uma das razões pra ele dizer que o governo tropeça em seus tropas cadarços. Uma dessas tropeçadas foi justamente quando Lula o escolheu para ser seu ministro !😫

  2. @SilvinaRodriguesBueno

    6 de abril de 2024 no 03:02

    Bolsonaro na cadeia

  3. @cristianehonorio3306

    6 de abril de 2024 no 03:03

  4. @SilvinaRodriguesBueno

    6 de abril de 2024 no 03:06

    Jean Paul Prates é competente

  5. @mauricio271222

    6 de abril de 2024 no 06:45

    Fica Prates, você é o cara. Lula!!!! Prates é de nóis, hein.😂😂😂

  6. @jorgesalgado9759

    6 de abril de 2024 no 07:10

    Jean Pol tem que continuar na empresa. Qualquer outra situacao merece denuncia..

  7. @user-ol8ro7vy5p

    6 de abril de 2024 no 07:13

    Absurdo em Diamantino MT escola militar vai fazer uma homenagem a Bolsonaro dia 8

  8. @user-ol8ro7vy5p

    6 de abril de 2024 no 07:14

    Escola fazendo homenagem, que absurdo

  9. @vanderlucio4054

    6 de abril de 2024 no 07:26

    Esse negócio vai dá merda.
    Os milicos de pichama não vão aceitar.

  10. @patriciapaula8038

    6 de abril de 2024 no 07:32

    Porque se a Dilma tivesse trocado nome de batalhão teria caído antes 😢

  11. @patriciapaula8038

    6 de abril de 2024 no 07:34

    Gente… pra cada golpista preso, tem quantos filhos e sobrinhos que ocuparão seu lugar daqui uns anos… 😢

  12. @joaojoao718

    6 de abril de 2024 no 08:14

    E o filho do Lula? Já foi preso?

  13. @consuelocristinaheyse6693

    6 de abril de 2024 no 08:42

    Gente, se esse assassino de Fóz não for condenado, é falência da justiça no Brasil.

  14. @marcelotancredoribeirodaro8192

    6 de abril de 2024 no 08:44

    Recentemente o ex Senador Roberto Requião, advertiu o presidente Lula com uma frase, cuidado, governe para o povo ! Lula entrou no oba oba da geração de empregos, na conversa do Haddad, investindo pesado na industria, largando a agricultura familiar, o controle da inflação, aumentos seguidos nos combustíveis, alimentação, medicamentos, saúde, educação, segurança, infraestrutura, farmácia popular e programas sociais, desprezados ! Não caiu a ficha de que ta afundando e sendo enganado dentro do próprio governo ! Mentiu desavergonhadamente sobre 480 bilhões de reais, o custo da Revisão da Vida Toda para o INSS ! A imprensa, associações e milhares de advogados o desmente. Mandou Zanin, Barroso, Gilmar Mendes e Flávio Dino derrubarem a vitória dos aposentados no STJ e Supremo, convencendo os que vitaram a favor se virarem contra ! O ministro Alexandre de Moraes está indignado com tamanha traição e covardia ! Haddad e essa máfia, vão derruba-lo e concorrer em 2026. Falta de aviso não foi !

  15. @elisacosta6922

    6 de abril de 2024 no 10:39

    Gente… incrível…esse nome no quartel…há necessidade de se colocar um fim nisso…ainda mais onde nosso dinheiro é o provedor. Olha…a justiça tem que se separar da política…como a religião…senão o país caminhará para impunidades e nós a população…os maiores prejudicados. Qualquer fala de alguém do clã Bolsonaro é asneiras e idiotices… também vale para os políticozinhos do PL.

  16. @robinsonribe

    6 de abril de 2024 no 10:44

    Excelente análise

  17. @rosapignatti3869

    6 de abril de 2024 no 10:55

    O assassino esta preso?

  18. @rosapignatti3869

    6 de abril de 2024 no 11:02

    Transporte Multimodal.Legado do Siqueira Campos.

  19. @bruno3285

    6 de abril de 2024 no 12:26

    Prates para mim não se mexe. Apoio total a Prates. Mercandante tbm outra pessoa altamente estudada.

  20. @democrata2846

    6 de abril de 2024 no 13:08

    PRATES atua para os interesses do Brasil. Lula deve mantê-lo. Será um dos maiores erros do governo entregar a Petrobras ao Centrao.

  21. @NiLizete

    6 de abril de 2024 no 13:16

    🚨Mudar o caráter burguês da PUBLICIDADE institucional do Governo,regionaliza-la,organizar NÚCLEOS d COMUNICADORES locais,criando uma rede c/milhares d multiplicadores d conteúdo,mudará a forma como somos vistos
    Ou fazemos isso,ou os estúpidos seremos nós!
    https://revistaforum.com.br/opiniao/2024/3/8/comunicao-estupido-155354.html

  22. @barretocostaadvocacia2306

    6 de abril de 2024 no 14:13

    Bozo agradece a divisão do governo pqp, os caras brigando por postos dentro do próprio governo!!!!!

  23. @giulianocurc3359

    6 de abril de 2024 no 14:32

    BABARIA !!! ABSURDO .
    ⚠️⚠️⚠️⚠️⚠️⚠️⚠️⚠️⚠️
    GOLPE NO BRASIL ; NUNCA MAIS .

  24. @franciscojoseaguiarcosta6611

    6 de abril de 2024 no 15:07

    A PETROBRÁS ESTÁ MUITO BEM E A MÍDIA ESTÁ CRIANDO UMA CRISE PARA PREJUDICAR A PETROBRÁS E O GOVERNO LULA, LULA CALMA E SERENIDADE

  25. @MarcioSilva-

    6 de abril de 2024 no 18:22

  26. @MarcioSilva-

    6 de abril de 2024 no 18:35

    Jean Paul Prates tem competência técnica e política para continuar presidindo a Petrobras, que tem batido recordes de produção, contribuindo para o PIB do Brasil, recorde de valorização das ações, pagamento de tributos, além de liderar a transição energética do país! Prates tem apoio dos petroleiros, dos aposentados, dos trabalhadores e estudantes!

  27. @samdibuah7141

    6 de abril de 2024 no 19:10

    O Inigualável Presidente Lula, ESTÁ SIM MUITO MAL ASSESSORADO…
    ISSO É VISÍVEL E NOTÓRIO!!
    O que acontece, a mistura de cargos negociados tem todo tipo de infiltrados, e este que está atacando a Petrobrás lógico que é um bolsonarista! Objetivo …
    desestalizar…todo o controle e ajustes feito pelo Pres. Da Petrobrás.
    As vezes sinto o Lula meio que perdido neste cenário pós bozo! Resumo todo bozo no governo vai lutar contra ele e traí-lo…
    Simples assim!

  28. @jr0544

    6 de abril de 2024 no 19:40

    Falou em assunto que envolve a defesa da Petrobrás, o algoritmo derruba o alcance do vídeo pela metade, podem reparar!

  29. @NirLima

    6 de abril de 2024 no 20:57

    👏🏽👏🏽👏🏽👏🏽👏🏽👏🏽👏🏽👏🏽👏🏽👏🏽

  30. @jeremiasagradearaujofilhoa8108

    7 de abril de 2024 no 11:37

    DANIELA LIMA 13

  31. @jeremiasagradearaujofilhoa8108

    7 de abril de 2024 no 11:37

    DESMASCARANDO 13

  32. @Franciscoassis-zj1oj

    8 de abril de 2024 no 21:21

    Bom trabalho jornalístico! Irretocável! Merece compartilhamento! Já sabíamos que Fariam de tudo pra atrapalhar Lula! Deus o proteja de não ver seus piores inimigos!

  33. @karolinagomesdesousa508

    9 de abril de 2024 no 13:04

    Olha só os acionistas mechendo os pauzinhos no governo pra tirar o Prates e lucrar mais sem dar retorno ao Brasil. Prates esta desenvolvendo e investindo na Petrobras. O Lula precisa ser melhor assessorado urgente.

  34. @joycerubino8422

    10 de abril de 2024 no 07:33

    Prates precisa ainda melhorar a gestao na Petrobrás, o preço do combustível pode diminuir um pouco e nao distribuir todo o lucro, tem que investir sim na Petrobrás para pensar em energia limpa. Mas daí a tira-lo e mesmo colocar Mercadante, nao acho uma boa para a empresa. Deveria tirar o Alexandre Silveira

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Congresso Nacional

Congresso analisa vetos sobre saidinhas de presos e fake news nesta terça-feira

Publicado

no

Por

O Congresso Nacional (sessão conjunta de Câmara dos Deputados e Senado Federal) reúne-se na terça-feira (28), às 13 horas, para análise de vetos presidenciais e de projetos de lei que abrem créditos orçamentários extras propostos pelo Poder Executivo. São 26 itens na pauta

Entre os 17 vetos prontos para apreciação, estão itens adiados após negociações entre governo e oposição na sessão do último dia 9. É o caso do veto (VET) 46/21 à Lei 14.197/21, que revogou a antiga Lei de Segurança Nacional e foi parcialmente vetada pelo então presidente Jair Bolsonaro.

O veto de Bolsonaro impediu a tipificação do crime de comunicação enganosa em massa (disseminação de fake news), com pena de até cinco anos de reclusão.

Saidinhas

Em contrapartida para o adiamento, a bancada do governo pediu a retirada de pauta do veto parcial do presidente Lula à lei que restringe a saída temporária dos presos (Lei 14.843/24) do regime semiaberto. O VET 8/24, agora reinserido na lista de votações, excluiu da lei um trecho que retirava totalmente a possibilidade de o preso sair para visitar a família ou participar de atividades de convívio social.

O Planalto argumenta que essa proibição é inconstitucional e sustenta que a manutenção de visita esporádica à família “minimiza os efeitos do cárcere e favorece o paulatino retorno ao convívio social”.

Anúncio
Alle Rede Ads 728x90
Outros vetos

Também retornam à pauta o veto a vários pontos da Lei de Diretrizes Orçamentárias de 2024 (VET 1/24) e outro que exclui do Orçamento de 2024 a previsão de destinação de R$ 85,8 milhões para o Ministério das Comunicações investir em inclusão digital ( VET 4/24).

Deputados e senadores podem ainda decidir sobre o veto à Lei 14.368/22, que flexibiliza regras do setor aéreo. O projeto aprovado no Congresso garantia o despacho gratuito de uma bagagem em voos, porém o trecho foi vetado por Bolsonaro (VET 30/22).

Também podem ser avaliados diversos trechos rejeitados pelo Poder Executivo na Lei Orgânica Nacional das Polícias Civis (VET 39/23) e na Lei Orgânica Nacional das Polícias e Bombeiros Militares (VET 41/23).

Créditos

Além dos vetos, os parlamentares vão examinar créditos suplementares (que liberam mais recursos para projetos previstos no Orçamento) e especiais (para necessidades não contempladas anteriormente). Ao todo, os nove projetos de lei do Congresso Nacional (PLNs) em pauta preveem cerca de R$ 2 bilhões de reforço orçamentário.

Um deles (PLN 5/2024) abre crédito suplementar de R$ 256,8 milhões para custear ações do Exército e do Ministério do Turismo. Segundo o Executivo, parte dos recursos serão empregados na execução, pelo Exército, das obras de duplicação da rodovia GO-213, de obras em Araguari (MG) e da construção da barragem de Arvorezinha, em Bagé (RS).

Anúncio
Alle Rede Ads 728x90

Já o PLN 2/2024 propõe crédito especial de R$ 7,4 milhões para o Ministério da Educação. A medida vai beneficiar estudantes de baixa renda da Universidade Federal do Vale do São Francisco com sede em Petrolina (PE).


Fato Novo com informações: Agência Câmara de Notícias

Continuar Lendo

Justiça

Moraes rejeitou recurso de Bolsonaro e Braga Netto contra inelegibilidade

Publicado

no

Por

Defesa do ex-presidente pedia envio do processo relacionado ao uso eleitoral do 7 de Setembro ao STF

Presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o ministro Alexandre de Moraes rejeitou o recurso contra a condenação à inelegibilidade do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) e de seu vice, Walter Braga Netto. A defesa ainda pode recorrer ao STF para prosseguir com o caso.

Bolsonaro e Braga Netto foram condenados por abuso de poder político e econômico em razão das comemorações do Bicentenário da Independência. A decisão de Moraes, publicada neste domingo (26), é da última sexta (24).

O ministro analisou o pedido da defesa deles para que o caso fosse para o STF. Ele rejeitou o recurso por questões processuais. O pedido não atendeu aos requisitos previstos na lei para esse tipo de recurso.

“A controvérsia foi decidida com base nas peculiaridades do caso concreto, de modo que alterar a conclusão do acórdão recorrido pressupõe revolvimento do conjunto fático-probatório dos autos, providência que se revela incompatível com o Recurso Extraordinário”, disse Moraes. O recurso extraordinário necessita passar por uma análise de admissibilidade no próprio tribunal onde houve a decisão questionada, antes de seguir para o Supremo. Moraes considerou ainda que a decisão da Corte Eleitoral não violou a Constituição.

De acordo com Moraes, não houve cerceamento do direito de defesa dos dois integrantes da chapa.

Anúncio
Alle Rede Ads 728x90

Fato Novo com informações: Jornal de Brasília

Continuar Lendo

Justiça

Siga nossas redes sociais: Facebook e Instagram. Fato Novo com informações e imagens:

Publicado

no

Por

Influenciador digital Felipe Neto chamou presidente da Câmara, Arthur Lira, de “excrementíssimo”; MPF pediu arquivamento do processo

O Ministério Público Federal (MPF) no Distrito Federal pediu o arquivamento de um processo movido pelo presidente da Câmara, Arthur Lira, contra o influenciador digital Felipe Neto. Em parecer na última sexta-feira (16/5), o MPF considerou que Felipe Neto não cometeu injúria ao chamar Lira de “excrementíssimo”.

“As palavras duras dirigidas ao deputado, conquanto configurem conduta moralmente reprovável, amoldam-se a ato de mero impulso, um desabafo do investigado, não havendo o real desejo de injuriar ou lesividade suficiente”, escreveu o procurador Carlos Henrique Martins Lima, acrescentando que é natural que uma autoridade receba críticas.

Em 23 de maio, Felipe Neto afirmou que o presidente da Câmara tinha “triturado” o projeto de lei das Fake News, e o chamou de “excrementíssimo Arthur Lira”. Lira anunciou que processaria o influenciador digital e rebateu: “Isso não é liberdade de expressão. É ser mal educado”.

Felipe Neto comemorou a manifestação do MPF e afirmou que Lira tentou silenciá-lo. “É muito bom ver que o órgão máximo do Ministério Público percebeu na conduta do deputado Arthur Lira uma clara tentativa de silenciar quem se utiliza de uma simples brincadeira para criticar a sua atuação enquanto parlamentar. Como eu sempre disse: a verdade sempre prevalece, e eu continuarei lutando contra toda e qualquer tentativa de silenciamento”.

 

Anúncio
Alle Rede Ads 728x90

Siga nossas redes sociais: Facebook Instagram.


Fato Novo com informações e imagens: Metrópoles

Continuar Lendo

Mais vistas