Ligue-se a nós

Distrito Federal

Especialista recomenda cuidados para prevenção de síndromes respiratórias

Publicado

no

HRSM registra aumento nos atendimentos desses casos; de todos os registros, 97% foram em crianças

Sazonais, as doenças respiratórias estão em alta, e as crianças são quem mais sofrem neste período do ano. A consequência disso é a demanda expressiva de busca por atendimento médico nos prontos-socorros infantis. De janeiro a abril, o Hospital Regional de Santa Maria (HRSM) notificou 1.215 casos de síndromes respiratórias, entre graves e leves. Os dados são do Sistema de Informação de Vigilância Epidemiológica da Gripe (Sivep Gripe) e do aplicativo e-Sus, compilados pela Vigilância Epidemiológica do HRSM.

Para evitar o contágio pelas síndromes respiratórias, principalmente a bronquiolite viral aguda, o pediatra e infectologista Pedro Ribeiro Bianchini, do HRSM, lembra que as medidas de prevenção são as mesmas que são recomendadas e já foram difundidas com a pandemia de covid-19: lavagem de mãos e uso do álcool gel e de máscaras no contato com os recém-nascidos e crianças pequenas.

Entre as notificações das síndromes respiratórias graves, foram registrados 42 casos em janeiro, 24 em fevereiro, 67 em março e 158 em abril. Desse total, 274 crianças tiveram casos graves, o que representa 97% dos casos notificados – 51% do sexo masculino e 49%, do feminino. Das notificações por região, 55% são de moradores de Goiás e 45%, do DF.

Vírus

“Por influência do período escolar, o pico acontece após o início do período letivo, mas já temos vírus circulando desde outubro/novembro e aumento de casos a partir de janeiro”, afirma Pedro Ribeiro Bianchini, pediatra e infectologista do HRSM

A chefe do Núcleo da Vigilância Epidemiológica do HRSM, Larysse Lima, explica que as síndromes respiratórias agudas graves (SRAGs) podem ser causadas por vários micro-organismos, como bactérias, vírus e fungos. “Esses vírus podem ser influenza, sincicial, adenovírus e rinovírus”, aponta. “A consequência são infecções das vias aéreas, como as gripes e os resfriados, pneumonias e bronquiolites. E, desde 2020, com o início da pandemia de covid-19, existe a infecção respiratória causada pelo Sars-Cov-2”.

Anúncio

A classificação final por agente etiológico ficou distribuída da seguinte forma: 3% SRAG influenza, 49% SRAG por outros vírus (influenza, rinovírus sincicial e adenovírus); 26% SRAG por covid e 22% por SRAG não especificada.

De acordo com Pedro Ribeiro Bianchini, o aumento do número de casos a partir de janeiro é esperado devido à circulação de vírus com novas mutações sofridas no hemisfério norte e que chegam ao hemisfério sul geralmente no final do ano, entre outubro e novembro.

“Por influência do período escolar, o pico acontece após o início do período letivo, geralmente no meio de fevereiro ou início de março, mas já temos vírus circulando desde outubro/novembro e aumento de casos a partir de janeiro”, detalha o médico.

Prevenção

Bianchini destaca que, de forma geral, não é recomendado aos recém-nascidos contato com outras pessoas por pelo menos até 3 meses de idade, incluindo parentes e amigos. “Isso também inclui frequentar ambientes fechados, como restaurantes, igrejas, shoppings etc., idealmente até os seis meses”, recomenda o médico. “Além disso, deve-se sempre verificar com quem for visitar a presença de algum sintoma que indique qualquer adoecimento agudo. Ou seja, evitar o contato do bebê com pessoas doentes.”

O profissional também aconselha consulta mensal com pediatra nos primeiros meses de vida – lembra que isso também é fator que colabora com a saúde do recém-nascido, além da vacinação e do aleitamento materno. “Esse aumento de casos, infelizmente, ocorre dentro do esperado, pois ainda não há a imunidade adquirida via vacina ou adoecimento prévio para parte da população pediátrica”, explica.

O médico ainda cita a perspectiva de uma vacina contra o vírus sincicial respiratório (VSR) que está em estudos para imunizar gestantes e bebês. “Após os estudos comprovarem a segurança e eficácia nessa população, se adotada pelo SUS, a vacina contribuirá significativamente para a redução dos casos, pois o VSR é o principal agente da bronquiolite nos menores de 1 ano de idade”, avalia.

Anúncio

Siga nossas redes sociais: Facebook Instagram.


Fato Novo com informações e imagens: IgesDF / Agência Brasília

Distrito Federal

Comunidade de Santa Maria promove “Plantio de mudas no Parque”

Publicado

no

Por

Diversos atores e seguimentos sociais da comunidade de Santa Maria-DF se organizam para mais uma ação sócio-ambiental e convidam a população para a atividade de “Plantio de mudas no Parque Ecológico” da cidade

Santa Maria-DF — A comunidade organizada de Santa Maria está convidando toda a população para participar de um evento especial de plantio de mudas, que ocorrerá no Parque Ecológico de Santa Maria no dia 13 de julho, às 9h. A iniciativa busca promover a conscientização ambiental e a valorização do parque, em meio aos desafios ambientais que o mundo enfrenta.

O evento está sendo coordenado e mobilizado pelo ativista sócio-ambiental Jorge Alexandre, um dedicado morador da cidade que tem se empenhado em ações voltadas para a preservação do meio ambiente.

Nós temos uma luta doméstica dentro da cidade para que o Parque Ecológico seja provido de infraestrutura e tenha o pleno funcionamento para atender a comunidade e que cumpra sua função ambiental. Esta é mais uma, entre várias ações que vamos estar realizando no nosso Parque.

Diversas instituições locais estão apoiando e patrocinando o evento, incluindo:

  • Academia Corpo e Arte – A academia mais tradicional de Santa Maria
  • Colégio Santa Maria
  • Achei Comércio – Santa Maria e Gama
  • Portal de notícias “fatonovo.net”

Quem conhece e ama Santa Maria sabe que precisamos nos unir para que tenhamos uma cidade realmente funcional. Essa ação coletiva em favor do parque só mostra como podemos fazer a nossa parte, com cada um dando sua contribuição, afirmou Jonas Adriano, atleta e empresário pioneiro da cidade, dono da Academia Corpo e Arte.


O Instituto Brasília Ambiental (IBRAM), através do presidente Rôney Nemer, também manifestou seu apoio à iniciativa, reforçando a importância de ações comunitárias em prol do meio ambiente.

Anúncio

A ação tem como principal objetivo divulgar e conscientizar a população sobre a importância do Parque Ecológico de Santa Maria, promovendo a preservação ambiental e incentivando a comunidade a se engajar em práticas sustentáveis.

Participe!

A comunidade organizada de Santa Maria convida todos a participarem deste evento significativo. Venha plantar uma muda e contribuir para um futuro mais verde e sustentável.

Para mais informações, entre em contato com os organizadores através das redes sociais ou dos patrocinadores locais.

Serviço:
  • Data: 13 de julho de 2024
  • Horário: 09h
  • Local: Parque Ecológico de Santa Maria
  • Contato: Jorge Alexandre – (61) 991046024 / 983119236

Arte: Fato Novo


Por Fato Novo – Notícias e Informações

Anúncio
Continuar Lendo

Distrito Federal

AGU estuda ação contra PPCub: “Total prioridade”, diz Messias

Publicado

no

Por

Ministro-chefe da Advocacia-Geral da União, Jorge Messias disse que o estudo sobre PPCub vai avaliar “possível ameaça à segurança nacional”

A Advocacia-Geral da União (AGU) encomendou um estudo sobre a constitucionalidade do Plano de “Preservação” do Conjunto Urbanístico de Brasília (PPCub), aprovado em junho pela Câmara Legislativa do Distrito Federal.

O estudo foi encomendado pelo ministro-chefe da AGU, Jorge Messias, nesta quinta-feira (11/7), após uma reunião com o deputado distrital Chico Vigilante (PT), parlamentar que é contrário ao plano aprovado.

À coluna, Messias afirmou que o estudo vai avaliar a “constitucionalidade” do PPCub e a “possível ameaça à segurança nacional” e “violação das regras do patrimônio histórico e artístico nacional” provocadas pelo plano.

Anúncio

“Determinei a realização de um estudo imediato sobre o tema. É um tema de segurança nacional que vamos estudar com total prioridade para encaminhar dentro do governo federal”, afirmou Messias ao Metrópoles.

De acordo com o ministro da AGU, o estudo baseará a decisão da AGU de ingressar ou não no Supremo Tribunal Federal (STF) com uma ação questionando a constitucionalidade do PPCub.

O estudo, segundo Messias, será realizado pela Secretaria-Geral de Contencioso da AGU, órgão da pasta que auxilia o ministro em ações diretas de inconstitucionalidade e na defesa da União perante o STF.

O deputado Chico Vigilante ressaltou que a atuação da AGU é essencial para preservação da capital federal, que é Patrimônio da Humanidade e está tombada em níveis federal e distrital.

“Preocupação”

O ministro disse ver com especial “preocupação” a possibilidade aberta pelo PPCub para construção de 30 mil unidades de moradias próximo aos palácios da Alvorada e do Jaburu.

Os dois palácios servem, respectivamente, de residência oficial para o presidente e o vice-presidente da República. Por esse motivo, seus arredores são considerados área de segurança nacional.

Anúncio

Fato Novo com informações: Metrópoles

Continuar Lendo

Distrito Federal

Superintendência do HRSM se reúne com Conselho Regional de Saúde e usuários dos serviços

Publicado

no

Por

O objetivo é esclarecer fluxos de atendimento na unidade

Nesta quarta-feira (10), a Superintendência do Hospital Regional de Santa Maria (HRSM) realizou seu encontro mensal com membros do Conselho Regional de Saúde de Santa Maria e da Secretaria de Saúde responsáveis pela gestão na Região de Saúde Sul, além de usuários dos serviços, para discutir o fluxo de atendimento à população. O encontro ocorreu no auditório.

Dentre as pautas debatidas relacionadas ao HRSM estavam a apresentação de ações nas portas das emergências do Centro Obstétrico e prontos-socorros adulto e infantil, além de desfalques nas equipes médicas.


“É sempre bom poder esclarecer com os órgãos de controle social o que estamos fazendo para melhorar os atendimentos e otimizar o fluxo de trabalho. Também é muito bom receber o feedback da população, dos próprios usuários do serviço ofertado aqui no Hospital Regional de Santa Maria”, explicou a superintendente do HRSM, Eliane Abreu.


A presidente do Conselho Regional de Saúde de Santa Maria, Denise Bastos, questionou a superintendente sobre a chegada de novos equipamentos para o HRSM e ela explicou sobre o processo de compras e adequações necessárias que estão sendo realizadas nos espaços que acomodarão os aparelhos.

Anúncio

Presente na reunião como usuário do Sistema Único de Saúde (SUS), Jorge Alexandre Sobrinho fez elogios ao atendimento recebido no Hospital Regional de Santa Maria (HRSM). “Essa reunião é uma forma de trazer a comunidade mais próxima para conhecer o funcionamento dos serviços de saúde e ver a percepção deles, enquanto usuários”, afirmou.


“Das vezes que fui atendido aqui, foi sempre muito humanizado e bastante eficiente. Até registrei Ouvidoria positiva na época em que fui operado pela equipe de Neurologia. Também já tive um corte na cabeça e tive um atendimento bem humanizado no pronto-socorro. É notável a diferença para melhor do Hospital Regional de Santa Maria. Estão todos de parabéns”, elogiou.


Fato Novo com informações do IgesDF

 

Anúncio
Continuar Lendo

Mais vistas