Ligue-se a nós

Distrito Federal

Portaria define regras para uso de plataforma sobre parcerias com organizações sociais

Publicado

no

Publicação no DODF desta sexta (21) dá o prazo de até 60 dias para órgãos da administração direta, autárquica e fundacional do GDF aderirem à ferramenta eletrônica

Visando ampliar a transparência das parcerias com organizações sociais, o Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) trouxe nesta sexta-feira (21) a Portaria nº 449, de 18 de junho de 2024, que regulamenta o uso e o funcionamento da Plataforma Eletrônica Parcerias GDF (MROSC).

A ferramenta vai gerenciar desde o processo de contratação, da prestação do serviço à transparência de informações, envolvendo ou não a transferência de recursos, além de possibilitar a adoção de procedimentos uniformes, de forma segura, sistematizada e organizada.

Anúncio
Continuar Lendo
Anúncio
Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Distrito Federal

Agências do trabalhador oferecem mais de 650 vagas nesta terça (23)

Publicado

no

Por

Cadastro para as oportunidades disponíveis em diversas regiões administrativas pode ser feito por aplicativo ou pessoalmente em uma das 14 unidades da agência do trabalhador

As agências do trabalhador do Distrito Federal oferecem, nesta terça-feira (23), 652 vagas de emprego. Os salários variam entre R$ 1.412 e R$ 4 mil, com postos que exigem experiência comprovada e outras não. Além da remuneração, os postos de trabalho oferecem benefícios em diversas regiões administrativas, algumas com exigência de experiência comprovada.

Entre os destaques com o maior número de vagas, estão postos de operador de caixa (70), em Vicente Pires, sem necessidade de comprovar experiência, com um salário de R$ 1.515. Também há 30 vagas disponíveis para repositor de mercadorias, sem local de trabalho fixo, com a mesma remuneração.

Entre os maiores salários, há uma vaga de operador de motoniveladora, em Brazlândia, com remuneração de R$ 4 mil. É necessário comprovar experiência. Há, ainda, uma vaga para comprador na Vila Planalto, com salário de R$ 3 mil. Nesse caso, não é preciso comprovar experiência para o posto.

Para participar dos processos seletivos, basta cadastrar o currículo no aplicativo Sine Fácil ou ir a uma das 14 agências do trabalhador, das 8h às 17h, durante a semana. Também é possível solicitar atendimento pelo e-mail gcv@setrab.df.gov.br. Pode ser utilizado, ainda, o Canal do Empregador, no site da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Renda (Sedet).

Anúncio

Siga nossas redes sociais: Facebook Instagram.


Fato Novo com informações e imagens: Agência Brasília

Continuar Lendo

Distrito Federal

Procurando emprego? Agências do trabalhador têm vagas com salários de até R$ 4 mil

Publicado

no

Por

Semana começa com 616 posições para pessoas com e sem experiência, e de diferentes níveis de escolaridade

As agências do trabalhador do Distrito Federal oferecem, nesta segunda-feira (22), 616 vagas para pessoas com e sem experiência, e de diferentes níveis de escolaridade. Os salários variam de R$ 1.412 a R$ 4 mil.

O posto com maior salário é o de operador de motoniveladora, em Brazlândia. Há apenas uma vaga disponível, para pessoas com ensino fundamental completo e experiência prévia. O segundo maior salário disponível é para a vaga única de pintor de obras, no Guará, que paga R$ 3.200. É necessário ter ensino médio completo e experiência na área.

Anúncio
Continuar Lendo

CLDF

Lei de Wellington Luiz “Mulher, Não se Cale” é publicada no Distrito Federal

Publicado

no

Por

Nesta quinta-feira (18), o governador Ibaneis Rocha sancionou a Lei n° 7.538/2024, de autoria do deputado Wellington Luiz (MDB), que cria a ferramenta “Mulher, Não se Cale”

O dispositivo institucional é um canal de denúncia disponível nos sítios eletrônicos e aplicativos da administração direta, autárquica e fundacional do Distrito Federal. A iniciativa visa proporcionar acesso direto e simplificado aos canais de denúncia de crimes cometidos contra mulheres.

De acordo com a nova legislação, publicada hoje (19) no diário oficial, a ferramenta “Mulher, Não se Cale” deve estar localizada na página inicial dos sites e aplicativos do governo do Distrito Federal, de forma a garantir fácil acesso e visibilidade, incentivando a denúncia de violência contra a mulher. O deputado Wellington Luiz, autor da lei, afirmou que a medida é um passo importante na luta contra a violência de gênero: “Precisamos criar mecanismos que facilitem a denúncia e protejam as vítimas. Esta ferramenta é um avanço significativo para dar voz às mulheres e garantir que suas denúncias sejam ouvidas e apuradas”.

A ferramenta proporcionará acesso direto aos seguintes canais de denúncia:

– Disque 190: Polícia Militar em situações de emergência;
– Maria da Penha Online: Polícia Civil do Distrito Federal;
– Ligue 180: Central de Atendimento à Mulher.

Além disso, a lei prevê que os órgãos e entidades públicas do DF devem promover campanhas de divulgação sobre a existência e a utilização da ferramenta “Mulher, Não se Cale”, visando ampliar o acesso a esse recurso e aumentar o conhecimento da população sobre sua disponibilidade.

Anúncio

Wellington Luiz destacou a importância da colaboração entre as instituições públicas e a sociedade civil na luta contra a violência de gênero: “A criação desta ferramenta é apenas o começo. É fundamental que todos os órgãos envolvidos promovam campanhas educativas para que as mulheres conheçam seus direitos e saibam onde buscar ajuda. Somente assim conseguiremos reduzir os índices de violência e proteger nossas cidadãs”.

A Lei N° 7.538 entra em vigor a partir da data de sua publicação, representando um marco na política de proteção às mulheres no Distrito Federal.


Fato Novo com informações da assessoria de imprensa do deputado Wellington Luiz

Anúncio
Continuar Lendo

Mais vistas