Ligue-se a nós

Distrito Federal

Décima terceira edição do Dia da Mulher realiza mais de 3 mil atendimentos

Publicado

no

Ação realizada nesta segunda-feira (3) ofereceu diversos serviços gratuitos para mulheres em situação de vulnerabilidade

A 13ª edição do Dia da Mulher, evento da Defensoria Pública do Distrito Federal (DPDF), realizou 3.057 atendimentos nesta segunda-feira (3). A ação ofereceu diversos serviços gratuitos para mulheres em situação de vulnerabilidade. A novidade da edição foi a parceria com o Centro Universitário de Brasília (Ceub), que disponibilizou duas ginecologistas para realizar consultas, além de serviços de psicologia. O objetivo foi oferecer atividades de acolhimento a mulheres em situação de risco e vulnerabilidade social. A parceria ofereceu, ainda, atendimentos de fisioterapia, com orientações para a prevenção e o cuidado da saúde da mulher.

“As novas parcerias ampliam a rede de apoio e proteção a mulheres vulneráveis, promovendo uma série de benefícios que podem transformar vidas e contribuir para a justiça social, criando um ambiente mais seguro e justo, em que mulheres vulneráveis possam encontrar o apoio necessário para superar os desafios e alcançar uma vida digna e plena”, defendeu a coordenadora do evento e subdefensora pública-geral, Emmanuela Saboya.

A dona de casa Luciane da Silva foi a primeira a chegar à 13ª edição do Dia da Mulher. Moradora do Gama, ela buscou atendimento de psicologia. “Encontrei um ambiente seguro e acolhedor em que eu podia falar abertamente sobre minha vida. A psicóloga me ajudou a entender que eu não estava sozinha e me forneceu ferramentas para lidar com a ansiedade”, relatou.

Antônia Almeida também esteve no evento em busca dos serviços jurídicos ofertados pela DPDF. “Descobri que meu ex-marido havia parado de pagar a pensão alimentícia dos nossos filhos. Como estou desempregada, não tenho condições de pagar um advogado para lutar pelos direitos deles. Graças à Defensoria, vou garantir a pensão alimentícia e agora posso oferecer uma vida melhor para meus filhos”, desabafou.

Serviços gratuitos

O evento ofereceu diversos serviços gratuitos para atender o público feminino em situação de vulnerabilidade. No campo jurídico, a iniciativa oferta, entre outros, atendimentos de conciliação e mediação e iniciais de Família e de Fazenda Pública.

Na área da educação, a iniciativa oferece vagas de estágio de ensino médio, técnico e superior, além de vagas para jovem aprendiz ao público de 14 a 24 anos, disponibilizadas pelo Instituto da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Distrito Federal (Fecomércio-DF). A ação também conta com a parceria do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), que realiza cadastros no Programa Senac Cursos de Gratuidade (PSG). Já a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Renda do DF (Sedet) oferta vagas de empregos e atendimentos ao empregador.

Anúncio
Alle Rede Ads 728x90

Continuar Lendo
Anúncio
Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Distrito Federal

DF já emitiu cerca de 200 mil unidades da nova carteira de identidade

Publicado

no

Por

Atendimento foi reforçado com a contratação de 70 profissionais distribuídos em nove postos de identificação da PCDF; documento atual continua válido até 2032

Desde que começou a valer no Distrito Federal (DF), em novembro do ano passado, já foram emitidas aproximadamente 200 mil unidades da nova Carteira de Identidade Nacional (CIN). Criada com o objetivo de centralizar as principais informações do indivíduo e combater fraudes às pessoas físicas, a CIN se tornará obrigatória para todos os cidadãos brasileiros somente a partir de fevereiro de 2032.


“Existem algumas situações de pessoas que não conseguem esperar até 2032, como é o caso daquelas que solicitam segunda via ou que vão viajar e precisam de um documento atualizado. Não precisa ter pressa para trocar o documento, mas de toda forma nós contratamos mais profissionais para reforçar o atendimento nas nossas unidades”, afirma o diretor do Instituto de Identificação da Polícia Civil do DF, Ruben Sergio Veloso Gumprich.


A primeira via da CIN é gratuita, sendo um benefício para todos os cidadão

A corporação efetivou a contratação de 70 profissionais terceirizados que chegam para reforçar o atendimento nos postos de identificação biométrica (PIBs) da PCDF. “Antes, a emissão era somente à tarde e mediante agendamento. Como a demanda aumentou, agora não é obrigatório marcar horário, pode ser por ordem de chegada, e contratamos mais pessoas para trabalharem nesse atendimento inicial. Os nossos agentes continuam responsáveis pela validação de dados, checagem contra falsidade e todo o processo de legitimação”, concluiu o diretor.

A primeira via da CIN é gratuita, sendo um benefício para todos os cidadãos. Para aqueles que já possuem a nova CIN, emitida em outro estado ou no DF, será cobrada uma taxa de R$ 42 para a emissão da segunda via no Distrito Federal.

Anúncio
Alle Rede Ads 728x90

Quem já possui a nova CIN deverá pagar uma taxa de R$ 42 para a emissão da segunda via no DF | Fotos: Matheus H. Souza/ Agência Brasília

São nove PIBs em diversas regiões do DF, funcionando das 7h às 19h sem agendamento, por ordem de chegada. Nesses postos, as senhas são distribuídas de acordo com a capacidade operacional da unidade e as prioridades legais são respeitadas.

O cidadão também pode marcar um horário, no site da PCDF, para garantir o atendimento em uma das unidades do Na Hora (manhã ou tarde) ou nos postos localizados junto às delegacias de polícia, à tarde.

“Se o solicitante tem até 12 anos, a validade é de cinco anos. Agora, se a pessoa tem de 12 a 60 anos, o documento vale por dez anos; e, a partir dos 60 anos, não há data de validade”, disse Vanessa Spagnolo, diretora-adjunta do Instituto de Identificação da PCDF

Tudo em um só lugar

A CIN chega para substituir as identidades estaduais e oferece a unificação dos dados dos brasileiros, utilizando o Cadastro de Pessoa Física (CPF) como número exclusivo de identificação em todo o território nacional. Considerada como um dos documentos mais seguros do mundo, a nova carteira também conta com um QR Code para facilitar a verificação rápida e eficiente da regularidade da documentação pelas autoridades de segurança pública.

No novo documento, o cidadão pode incluir informações adicionais, como Carteira Nacional de Habilitação (CNH), Cartão do Sistema Único de Saúde, título de eleitor, tipagem sanguínea, Carteira de Trabalho, entre outros. A versão física da CIN vem com as informações de forma resumida, mas, na digital, todos os dados adicionais inseridos estarão disponíveis para visualização.

O cidadão pode incluir informações adicionais, como Carteira Nacional de Habilitação (CNH), Cartão do Sistema Único de Saúde, título de eleitor e Carteira de Trabalho, entre outros

De acordo com a diretora-adjunta do Instituto de Identificação da PCDF, Vanessa Spagnolo, é necessário ficar atento às idades e ao período de validade da CIN: “Se o solicitante tem até 12 anos, a validade é de cinco anos. Agora, se a pessoa tem de 12 a 60 anos, o documento vale por dez anos; e, a partir dos 60 anos, não há data de validade”, ressaltou. A partir de 12 anos, a identidade já se torna obrigatória para qualquer ato civil.

Continuar Lendo

Distrito Federal

Caesb investe R$ 3,7 milhões em energia limpa e reduz custos operacionais

Publicado

no

Por

Novas fontes de produção contribuem para reduzir despesas, melhorar serviços, preservar a natureza e desenvolver o DF

A Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb) investiu mais de R$ 3,7 milhões nos últimos sete anos na construção de usinas fotovoltaicas em unidades da empresa.

Segundo o presidente da Caesb, Luís Antônio Reis, os investimentos atendem à política da companhia de buscar energias alternativas que reduzam os custos da empresa, melhorem a qualidade dos serviços, ajudem a preservar o meio ambiente e contribuam para o desenvolvimento socioeconômico do DF.

O investimento mais recente foi na recém-construída usina de geração fotovoltaica da Estação de Tratamento de Esgotos do Gama, que vai produzir 11.500 KWH por mês, o equivalente a 4,25% do consumo dessa ETE. A quantidade de energia gerada irá economizar R$ 5.400 por mês na conta de eletricidade da estação do Gama.

Anúncio
Alle Rede Ads 728x90
Continuar Lendo

Distrito Federal

Novos beneficiários do DF Social têm até dia 26 para abrir conta

Publicado

no

Por

Para serem contempladas já no próximo pagamento com o auxílio de R$ 150, 2.400 famílias precisam fazer o procedimento pelo aplicativo BRB Mobile

A Secretaria de Desenvolvimento Social do Distrito Federal (Sedes) convoca 2.400 novas famílias beneficiárias do programa DF Social para abrirem a conta no Banco de Brasília (BRB) e terem acesso ao auxílio mensal de R$ 150. Para garantir o recebimento do próximo pagamento, é necessário que o cidadão tenha a conta social (não se trata de uma conta bancária comum) aberta até as 18h do dia 26 deste mês. Aqueles que não fizerem o procedimento no prazo estabelecido terão que aguardar nova rodada de contemplação.

A conta social do BRB precisa ser aberta até as 18h do dia 26; quem não fizer o procedimento terá que aguardar nova rodada de contemplação | Foto: Tony Oliveira/ Agência Brasília

A abertura da conta social deve ser realizada pelo aplicativo BRB Mobile. Basta seguir o passo a passo neste link.

Para saber se foi contemplado, o cidadão deve fazer a consulta no site GDF Social e confirmar se está entre os beneficiários. No portal, em “Consulta DF Social”, é necessário informar CPF e data de nascimento do titular. Após esse procedimento, aparece mensagem na tela informando se a pessoa está ou não na lista de contemplados.


Continuar Lendo

Mais vistas