Ligue-se a nós

CLDF

CLDF arrecada 11 toneladas de doações para o RS

Publicado

no

Nesta quinta, segunda parcela dos itens arrecadados foi encaminhada à FAB. Presidente da CLDF anunciou que campanha vai continuar

Com o empenho da população do DF, a campanha CLDF Solidária arrecadou aproximadamente 11 toneladas de doações para apoiar o Rio Grande do Sul (RS), que se recupera após a catástrofe climática que assolou o estado no mês de maio. Uma segunda leva de donativos foi entregue nesta quinta-feira (6) para a Força Aérea Brasileira, na sede da casa legislativa.

O foco dessa etapa, que somou 4 toneladas, concentrou-se em cestas básicas, ração animal, roupas, bem como itens de higiene e limpeza. Na entrega, o presidente da CLDF, deputado Wellington Luiz (MDB), enfatizou que este é apenas o começo da campanha: nos próximos meses, a FAB vai orientar a casa sobre quais itens serão necessários para a restruturação do estado. “Não podemos deixar cair no esquecimento, agora a solidariedade precisa continuar e aumentar”, incentivou o distrital.

“A Força Aérea fez um esforço descomunal para entregar todos os bens, mas isso não teria nenhum sentido se não tivéssemos o que transportar”, enalteceu o brigadeiro do ar Pontirolli, chefe da Assessoria Parlamentar e de Relações Institucionais do Comandante da Aeronáutica (Aspaer). Pontirolli acrescenta que as doações partiram da sociedade civil e que o volume de donativos superou as expectativas.

As doações foram centralizadas em três bases aéreas, nas cidades de Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo. O esquema logístico usou modais de transporte aéreo, ferroviário, rodoviário e marítimo, a depender da urgência dos itens específicos a serem distribuídos.

Vice-presidente da casa legislativa, Ricardo Vale (PT) celebrou o engajamento com que a população abraçou a iniciativa. “A Câmara é considerada a casa do povo e a população do DF participou ativamente deste processo de ajudar os nossos irmãos do Rio Grande do Sul”, destacou.

A campanha mobilizou até mesmo torcidas rivais de times de futebol, que se reuniram pela causa solidária. Outro suporte veio dos colaboradores da Câmara, que se voluntariaram para promover a triagem e o empacotamento dos donativos.

Anúncio
Alle Rede Ads 728x90

Siga nossas redes sociais: Facebook Instagram.


Fato Novo com informações e imagens: Agência CLDF

Continuar Lendo
Anúncio
Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CLDF

CLDF concede o título de Cidadã Honorária de Brasília à jornalista Ana Dubeux nesta quarta (19) às 19h

Publicado

no

Por

Nesta quarta-feira (19), às 19h, no plenário, a Câmara Legislativa do Distrito Federal concedeu o título de Cidadã Honorária de Brasília à jornalista Ana Dubeux

A autora da homenagem, deputada Paula Belmonte (Cidadania), destaca a trajetória de sucesso de Dubeux, diretora de redação do jornal Correio Braziliense.

“Com reportagens da cena local de Brasília e, especialmente, retratando o bastidor político que ela acompanha com a seriedade e a perspicácia dos bons profissionais, imprimiu sua marca no jornalismo da capital”, afirmou a distrital, ao pontuar o legado profissional baseado na ética e no bom jornalismo.

Para Belmonte, Dubeux também se destacou “pelo perfil de gestora e pela firmeza ao comandar uma redação de jornal, função normalmente exercida por homens”. A parlamentar argumenta, portanto, que o título é um reconhecimento à contribuição exemplar da profissional para o jornalismo e para a promoção da informação e da cidadania. “Ana Dubeux é ícone de Brasília”, reforçou.

Atuação

Natural de Recife (PE), Ana Dubeux veio para Brasília em 1987. No Correio Braziliense, atuou como repórter, subeditora, editora-executiva, chefe de reportagem e colunista. Conquistou o Prêmio Ayrton Senna, Categoria Especial: Destaque Editor, em 2006; o Prêmio Esso de Jornalismo na categoria Primeira Página: 2005, 2011 e 2012; o Prêmio CNT de Jornalismo de 2012, com a série de reportagens “Órfãos do Asfalto”; o Troféu Mulher Imprensa na categoria Editora (2005/2006); e o Troféu Mulher Imprensa na categoria Diretora de Redação/Editora (2013). Em 2010, tornou-se a primeira mulher a integrar o Condomínio dos Diários Associados.

Siga nossas redes sociais: Facebook Instagram.

Anúncio
Alle Rede Ads 728x90

Fato Novo com informações e imagens: Agência CLDF

Continuar Lendo

CLDF

Em momento histórico, proposta do GDF para o Conjunto Urbanístico de Brasília é aprovado

Publicado

no

Por

Após 15 anos de debates, Plano de Preservação do Conjunto Urbanístico (Ppcub) elaborado pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Seduh) foi aprovado pelos deputados distritais nesta quarta-feira (19)

Após quinze anos de debates, Brasília terá uma única legislação para tratar da preservação, uso e ocupação do solo, além de diretrizes para o desenvolvimento e modernização da área tombada.

O projeto de lei complementar nº 41/2024, que cria o Plano de Preservação do Conjunto Urbanístico de Brasília (Ppcub), elaborado pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Seduh) foi aprovado, nesta quarta-feira (19), em dois turnos, pela Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF).

Para o secretário da Seduh, Marcelo Vaz, a aprovação por 18 a 6 votos em primeiro e segundo turnos mostra que houve um entendimento por parte dos distritais sobre a importância do Ppcub para a cidade.

Marcelo Vaz: “Nossa equipe técnica realizou um trabalho criterioso tendo como foco a garantia da preservação, mas entendendo que tombamento não pode significar engessamento” | Foto: Divulgação/ Seduh


“É uma vitória para a capital do país. Nossa equipe técnica realizou um trabalho criterioso tendo como foco a garantia da preservação, mas entendendo que tombamento não pode significar engessamento, devendo ser garantido o desenvolvimento da cidade. Além disso, o texto foi amplamente discutido com a sociedade, foram oito audiências públicas realizadas pelo governo e outras cinco promovidas pela CLDF”, declarou Vaz.


Ainda segundo o secretário, atualizar as atividades permitidas nos lotes comerciais dará segurança jurídica aos empreendedores, gerando emprego e renda para a cidade. Essa atualização também irá corrigir incongruências como, por exemplo, as normas atuais que são da década de 80, não preverem o funcionamento de pet shops.

Anúncio
Alle Rede Ads 728x90

Foram apresentadas 174 emendas, a maioria delas pela oposição, sendo praticamente todas acatadas. O projeto segue agora para a sanção do governador Ibaneis Rocha.

Repercussão

“O Ppcub traz uma dinamização da nossa cidade. As pessoas mudam, as cidades mudam e as legislações precisam acompanhar essas mudanças”. afirma Adalberto Valadão, presidente do Sinduscon-DF

O presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil no Distrito Federal (Sinduscon-DF), Adalberto Valadão, comemorou a decisão da CLDF: “O Ppcub traz uma dinamização da nossa cidade. As pessoas mudam, as cidades mudam e as legislações precisam acompanhar essas mudanças”.

A preservação também ganhou destaque. Para o presidente da Associação de Empresas do Mercado Imobiliário do Distrito Federal (Ademi-DF), Roberto Botelho, o Ppcub é o “arcabouço jurídico que provocará a preservação do plano original de Lúcio Costa”.

Já o presidente do Conselho de Desenvolvimento Econômico, Sustentável e Estratégico do Distrito Federal (Codese-DF), Leonardo Ávila, declarou que este é o momento de se “renovar a legislação para atender as necessidades atuais da população”. Ávila ainda destacou que o texto aprovado hoje foi amplamente debatido ao longo dos anos e acatou muitas contribuições da sociedade, do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e de parlamentares.

Histórico

Continuar Lendo

CLDF

Conselho da Juventude será reativado e serão criados conselhos regionais

Publicado

no

Por

“A reativação do Conselho de Juventude do Distrito Federal e a criação dos Conselhos Regionais de Juventude representam uma resposta estratégica e eficaz a uma série de problemas e desafios enfrentados pelos jovens em nossa sociedade”

Com essa justificativa, o Executivo apresentou à Câmara Legislativa o projeto de lei nº 890/2024, aprovado na sessão deliberativa desta terça-feira (18).


“Os Conselhos Regionais de Juventude têm o propósito de dar voz aos jovens, permitindo que sejam ouvidos e contribuam ativamente para as decisões que afetam suas vidas”, explicou o GDF ao enviar a proposição. De acordo com os dados do IBGE, referentes a 2020, a população do Distrito Federal com idade entre 15 e 29 anos foi estimada em 1,147 milhão de pessoas.


O PL nº 890/2024 foi aprovado com dez emendas. Uma delas incluiu um representante da CLDF no Conselho da Juventude – órgão colegiado, com caráter consultivo, propositivo e de monitoramento das políticas públicas de juventude no Distrito Federal, vinculado ao órgão gestor de políticas públicas de Juventude do Distrito Federal, mesmas funções dos Conselhos Regionais.

Duas emendas que faziam menção à “paridade de gênero” e à “destinação de 20% de vagas para negros”, apresentadas pelo deputado Max Maciel (Psol), tiveram o voto contrário dos deputados Thiago Manzoni (PL), Pastor Daniel de Castro (PP) e Rogério Morro da Cruz (PRD).

Anúncio
Alle Rede Ads 728x90

A apreciação do projeto de lei – aprovado em dois turnos e redação final – foi acompanhada pelo secretário da Família e Juventude do DF, Rodrigo Delmasso, ex-deputado distrital. A matéria segue para sanção governamental para virar lei.

Siga nossas redes sociais: Facebook Instagram.


Fato Novo com informações e imagens: Agência CLDF

Anúncio
Alle Rede Ads 728x90
Continuar Lendo

Mais vistas